Como nasceu o Havita?

Como nasceu o Havita?


Como nasceu o Havita?
Nessas ocasiões, ele sempre se mete em apuros, sendo salvo por intervenção da tribo ou da sua irmã Pão de Mel. Pão de Mel é a principal companheira de aventuras do Havita. Ela é gentil como toda menina, mas é também corajosa e sensata. Ao contrário do Havita, que é fanfarrão, Pão de Mel é humilde e procura ouvir os conselhos dos mais velhos. Dessa forma, ela sempre se sai bem e acaba tirando o Havita de apuros. Um personagem que também aparece nas aventuras do Havita é o Cabeça Pelada, outro indiozinho. No comportamento, ele é muito parecido com o Havita. Quer também ser um grande guerreiro e julga-se já um caçador. Por isso, os dois vivem se desafiando. Mas, no fim, a única coisa que conseguem provar é que só sabem arrumar confusões. E quem os salva é sempre a Pão de Mel, o que humilha muito os dois garotos. Os animais da floresta também são amigos do Havita.

Vinheta de Paulo Renato Campello um dos desenhistas Disney que fazem parte dos estúdios da Editora Abril
Isso deveria ser estranho porque ele quer ser um caçador!
Mas não é, porque o Havita
tem um grande coração todos os animaizinhos. Suas caçadas são de mentirinha os bichinhos até colabora fingindo que foram atingidos por suas flechas! O Havita chegou ao Brasil exatamente no dia 1º de julho de 1952. Nesse dia, saiu um número da revista O Pato Donald, com a história O indiozinho Havita. A partir dai, nosso amiguinho tem aparecido com muita freqüência nas publicações da Editora Abril. Sua fanfarronice, valentia e, principalmente, sua grande simpatia garantiram-lhe um enorme sucesso entre os leitores brasileiros.
COMO MUITOS outros personagens de Walt Disney, o Havita também nasceu na série Silly Symphonies. Em 1937, apareceu nos Estados Unidos um desenho animado aquela série, chamado Little Hiaawatha. O personagem principal desse filme era um indiozinho muito simpático, e se chamava Hiawatha e que no Brasil passou a ter o nome de Havita. Ele é filho do chefe de uma tribo de índios e seu maior desejo é provar que já é um grande guerreiro, digno portanto, e possuir o nome dos seus valorosos ancestrais! Mas o fato é que o nosso herói não passa de uma criança. Índio ou não, ele tem muito que aprender ainda! Às vezes, porem, ele acha que já a aprendeu tudo o que precisava, pega o seu arco e flechas e vai caçar ou capturar inimigos!

A primeira história em quadrinhos do Havita apareceu na revista O Pato Donald, da Abril, em 1º de julho de 1952