A História do Peninha

A História do Peninha


A História do Peninha

{texto}

AQUELE ERA um dia muito importante para o Donald: ia chegar um primo que ele não via há muito tempo.
- Como estará ele agora? - perguntava-se o Donald a caminho do aeroporto.
Quando o avião aterrissou, ou melhor, caiu na pista aos trambolhões, Donald levou o maior susto: seu primo era nada mais, nada menos do que o piloto do avião!
E foi assim que, em março de 1966, o Peninha chegou ao Brasil numa história intitulada "0 Primo Dinamite"!
Nos Estados Unidos, o Peninha já atuava desde 1964, ano em que apareceu pela primeira vez. Ele foi criado pelos estúdios Disney, de Burbank, Califórnia, através de um brainstorm. Essa palavra inglesa quer dizer tempestade de idéias. Trata-se de um tipo de reunião, onde as pessoas têm toda a liberdade para dizer todas as idéias que lhes vêm à mente sobre um tema determinado.

E o resultado de uma "tempestade" dessas foi o engraçado e atrapalhadíssimo Peninha. O Peninha, além de topar qualquer parada, é otimista e muito bem intencionado. Porém, como Donald pôde comprovar desde a primeira aventura, Peninha é o rei das confusões. Logo na primeira noite, ele decidiu levar Donald para jantar num restaurante de comida tipicamente árabe. Sabem onde era esse restaurante? No Farofistão!
Dai em diante, tratando-se de Peninha, nenhuma confusão é surpresa!
Nas primeiras aventuras de Peninha, ele não parava nos empregos por causa de suas maluquices. Além disso, metia-se nos negócios mais estranhos. Chegou até a criar jacarés para vender. É claro que foi à falência! Mas um dia o Tio Patinhas achou que ele, com seu jeito extrovertido, daria um bom repórter. E foi assim que o Peninha passou a trabalhar na redação de "A Patada" e, juntamente com Donald, passou a formar a dupla de repórteres mais atrapalhados do mundo! Em 1973, também com um brainstorm, uma equipe brasileira dos estúdios da Editora Abril criou uma identidade secreta para o Peninha.

Piada de Herrero, que se destaca pelos desenhos que faz do Peninha

Foi assim que ele passou a ser o Morcego Vermelho, o "terror dos malfeitores"! Esse superpato tem uma série de superinstrumento veículos, todos eles criados pelo Professor Pardal: uma moto-morcego; um pula-pula morcego; um bate-morcego - terrível arma contra bandidos - e muitos outros. A lata lixo morcego é seu posto de observação e seu guarda-roupa isto é, quando o perigo aproxima, é só Peninha entrar dentro da lata e colocar seus trajes de super-herói.
Mas, apesar de "super", o Morcego Vermelho é também Peninha. E isso quer dizer: confusão! Não há super-herói tão atrapalhado quanto esse. O Mancha, Kid Monius e outros tantos arquiinimigos que o digam!

Cena da História em Quadrinhos "O Primo Dinamite", onde o Peninha apareceu pela primeira vez no Brasil